fora do eixo pirenópolis

Pirenópolis além das cachoeiras

13.11.15Eixo Alternativo


-Ê, moça! Não tá quente dentro desse carro aí não? Ah, mas tem ar-condicionado, né? E os namorados, onde estão?

-A gente deixou em casa e veio passear!

-Ah, tá certo - risadas, risadas, risadas - eu também fiz isso, deixei a mulher em casa e fui beber. Mas ó, tá muito quente. Fica nesse carro não. Vai em uma pousada, pra dormir um pouco, sai desse sol!

E lá se foi ele, em um andar devagar, trôpego, de quem já tinha virado muitos copos antes de nos encontrar naquele meio-fio, às 13h de um domingo.

Para quem mora em Brasília, cidade de ruas vazias e sem esquinas, onde a vida acontece dentro das casas e dos apartamentos, é meio complicado entender como TUDO pode ser tão diferente há apenas 150 kms de distância.

Pirenópolis é muito conhecida dos finais de semana e feriados prolongados dos brasilienses. Quem nunca deu uma esticadinha até a cidadezinha goiana para aliviar o calor em uma cachoeira? Mas entre ir e vir, muita gente perde a chance de experimentar um pouco da vida na cidade pacata, de ladeiras e paralelepípedos.

Aqui vão algumas dicas do Eixo sobre lugares interessantes para visitar na cidade, entre um mergulho e outro:

1. Para quem nunca passou por lá, ou resolveu ir de última hora e não tem ideia de onde ficam os restaurantes, as cachoeiras, nem tem reserva em nenhuma pousada… sem pânico. Na entrada da cidade (na entrada MESMO), tem um centro de informações com todo tipo de panfletos, mapas, e funcionários que podem te ajudar a encontrar tudo o que você estiver procurando.


2. Igreja
Um dos pontos turísticos mais conhecidos da cidade é a Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário. A construção de estilo barroco foi destruída pelo fogo em 2002. A obra de reconstrução teve início em 2003, e a reinauguração ocorreu em 2006.


3. Restaurantes
Quando bater aquela fome, é só ir para a Rua do Rosário. Ela fica pertinho da Igreja Matriz e tem muitas, muitas, muuuuitas opções para todos os gostos. É lá que fica a famosa Trotamundus, que serve pizzas quadradas ;)


 

Os restaurantes, que tomam conta de toda a rua, colocam as mesinhas no meio do calçamento (não é permitido transitar com automóveis por ali). Os cardápios ficam expostos como um convite para os esfomeados, que podem escolher o estabelecimento que mais combina com suas preferências. Vários restaurantes contam com música ao vivo e atendentes muito simpáticos.







Nós escolhemos o Encontro Marcado, que tem porções caprichadas para duas pessoas. Nosso risoto de camarão, com arroz arbóreo, camarão grelhado, tomates, ervilhas e creme de leite ficou R$ 48,90. A porção maior custa R$ 92,90. Pedimos a individual porque chegamos enfiando a cara na porção de mandioca frita (R$15,90). Para acompanhar pedimos uma garrafinha de Warsteiner Premium Verum, por R$ 18,90.





Uma coisa muito legal de notar é que até mesmo marcas "moderninhas", como o Subway, aderem ao estilo da cidade e tentam se adaptar. Como curiosidade fica para vocês a fachada da lanchonete nas ruas do município de Goiás:


4. Lojas de artesanato
Depois da comida, é hora das compras! Que tal levar uma lembrancinha de Pirenópolis? Opções não faltam! O artesanato de Pirenópolis é rico e variado. Dá para encontrar de tudo. Nossa dica é ir em ruas como a Rui Barbosa, que ficam pertinho dos restaurantes  (então dá para fazer tudo a pé), e são recheadas de lojinhas legais.


5. Dora
Para terminar o passeio bem, muuuuito bem, vale dar uma passadinha na loja da Dora. Parada obrigatória para todos os apaixonados por doces. Na lojinha/fábrica (tudo é produzido ali atrás, em uma cozinha industrial que fica escondidinha em uma porta por trás do balcão) é possível encontrar doces, biscoitos, geléias, chutneys, pimentas...



O difícil é não se perder no meio de tantas prateleiras recheadas de guloseimas. A loja fica estrategicamente na saída para Brasília, na rua Benjamin Constant. Os potinhos de geleias e chutneys saem por R$ 10, e as compotas de doces por R$ 14. Os biscoitos são vendidos por peso em pacotinhos variados.



Quem tiver se interessado e não quiser chegar por lá perdido, tonto no meio de tantas opções, pode dar uma olhadinha nos produtos aqui.  E eles também aceitam encomendas, viu?



Bom, essas são as dicas que o Eixo deixa para quem estiver a fim de pegar a estrada e curtir um pouco essa cidadezinha charmosa e cheia de delícias. Claro que existem muitas outras opções para quem quiser se aventurar um pouco mais pela cultura, história e arquitetura do lugar. Os museus estão sempre a espera dos visitantes, e apenas um simples passeio pelas ruas de Pirenópolis é um prato cheio para quem quer aprender um pouco mais sobre o município. Boa viagem!






Você também pode curtir

0 comentários

Inscreva-se

Formulário de contato