fora do eixo montevideo

Seis passeios imperdíveis de Montevidéu

11.9.15Luisa Ikemoto

Um dos lugares mais apaixonantes que jȧ conheci foi o Uruguai. Entre tantas praças, praias, gramados e calçadões, também é possível encontrar muita história. Em três dias é possível explorar as ruas de Montevidéu, a capital do país, com tempo de sobra para comer uma bela parrilada uruguaia.

Assim como qualquer cidade turística, existem alguns monumentos obrigatórios no roteiro de qualquer viajante que passa pelas ruas uruguaias. Resolvi listar aqui os que mais me impressionaram, e as experiências que considero imperdíveis para quem planeja dar um pulo na capital.

Primeiro é preciso entender como a cidade funciona para conseguir se localizar e se movimentar por Montevidéu. Entre os muitos bairros, os mais frequentados pelos turistas são a Ciudad Vieja (Cidade Velha), Carrasco, Pocitos, Aguada e Parque Rodo.

Eu vou me concentrar mais na parte da Cidade Velha e do Centro, já que, se você ficar hospedado na região, dá para fazer praticamente tudo a pé. E acreditem, vale a pena andar pelas ruas da cidade e sentir um pouco o ritmo da vida na capital.

1) Teatro Solís

Vou começar pelo o que considerei a pérola da minha viagem. Para os amantes de cultura, não há nada mais emocionante do que estar andando em direção a Ciudad Vieja e dar de cara com essa construção de 1842-69. O teatro funciona até hoje, e é possível conferir a programação aqui. Muitas montagens internacionais passam pelo palco, e embora seja possível fazer visitas guiadas, recomendo investir uma graninha e duas horinhas da viagem para assistir a uma peça na sala que é simplesmente m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-a.


2) Palácio Legislativo

O estilo neoclássico destoa do restante da cidade? Sim. Muita gente reclama disso? Reclama. Também reclamam dos políticos que estão lá? Bom, aqui na capital a gente sabe como é. Olham para o Congresso e falam a mesma coisa. Mas o prédio é lindo? Siiiiiiiiim!


É nele que ficam a Câmara de Representantes, a Câmara de Senadores e a Assembleia Geral. O projeto do arquiteto Vittorio Meano foi levantado na avenida de Las Leyes, e também é possível fazer visitas guiadas tanto em português, quanto em inglês ou espanhol por $70 pesos uruguaios ou US$ 3.



3) Plaza Daniel Muñoz
Que tal sentir a calma e o ritmo de quem vive, corre, ama, e se diverte em Montevidéu? Dentre as muitas, muitas, muitas praças da cidade, me apaixonei por essa. No meu último dia de viagem fui curtir o finalzinho da tarde por lá, e descobri que, afinal, morar por ali não devia ser tão ruim. Com o sol ainda no horizonte às 20h (o sol se põe mais tarde lá, e ainda tinha o horário de verão), vi muita gente curtindo o tempinho depois do fim do expediente para namorar, brincar com os filhos, passear com os cachorros, correr ou simplesmente curtir a vista do mar nessa praça maravilhosa. Ela fica mais para o lado de Punta Carretas/Pocitos, mas vale a visita.

Essa vista eu vou deixar para vocês descobrirem ;)

4) Plaza Independencia

Talvez um dos pontos turísticos mais famosos da cidade, a Praça da Independência está nas fotos de todos os viajantes que se aventuram por estes lado do mundo. Cercado por prédios históricos, como o Palacio Salvo, inaugurado em 1928, tem bem no centro um monumento em homenagem ao General Artigas, que lutou pela Independência e se tornou o herói máximo do país.

  

Quem se interessar pode visitar o subterrâneo da praça, onde estão os restos mortais do general. No mausoléu, que não chega a ser um museu, mais um registro da vida e conquistas de Artigas, é possível conhecer um pouco mais sobre essa figura histórica tão importante para os uruguaios. A entrada é livre, e assim que você coloca os pés no lugar, é possível sentir o respeito e o peso que ele teve para o país.


5) Plaza de la Diversidad Sexual

Descendo a rua Sarandí, umas das principais da Cidade Velha, quase ninguém percebe uma ruela que leva a um lugar cheio de história. Trata-se do primeiro espaço público na América Latina dedicado à causa LBGT. É daqui que partem as passeatas do dia do orgulho gay que ocorrem em Montevidéu. Em um monolito, quase apagadas, estão as letras onde se lê: "Honrar la diersidad es honrar la vida. Montevideo por el respeto a todo género de identidad y orientación sexual".

  
 

Infelizmente o local não anda muito conservado, mas pela sua representação vale uma visita no meio do caminho para...

6) Mercado del Puerto

O que falar deste lugar tão maravilhoso? Como terminar este post senão falando do lugar com a melhor parrilada que já comi na vida? Do lado de fora do mercado você se sente levado para uma cidadezinha provinciana, nada parecido com a metrópole populosa que fervilha de movimento como é o Centro da capital.


Vários restaurantes tem um lado virado para a calçada, onde é possível apreciar uma boa carne e um bom vinho acompanhando o passo calmo do lugar. Mas para quem quiser se aventurar nos corredores do mercado... 



Assim que foi inaugurado, em 1868, o local funcionava como um mercado de frutas e verduras. Em pleno 2015, é o paraíso dos não-vegetarianos, com sons, fumaças e cheiros tomando conta de todo o ambiente. Ali é possível comer um belo churrasco em qualquer um dos muitos restaurantes, sentado bem em frente a grelha, vendo tudo ser preparado diante dos seus olhos. Aconselho uma visita sem pressa, durante o almoço, e com muita fome.

                                                    

Bom, Montevidéu tem várias opções para todos os tipos de turistas. O prado, as vinícolas, igrejas, museus, feiras que ocupam ruas a perder de vista, o estádio Centenário... mas não ia caber tudo aqui. Deixo o resto para vocês descobrirem no meio das suas andanças. Boa viagem!

Você também pode curtir

0 comentários

Inscreva-se

Formulário de contato